degradante - Mundo - iG" /

Chávez qualifica resolução dos EUA sobre Cuba de degradante

Caracas, 2 jun (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, qualificou hoje de degradante e inaceitável a resolução sobre Cuba apresentada pelos Estados Unidos na Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), realizada em Honduras.

EFE |

"Por aí ouvi uma resolução proposta pelos Estados Unidos (sobre Cuba) que é degradante. Não se pode aceitar", disse Chávez durante a inspeção da construção da obra de desenvolvimento urbanístico socialista Cidade Caribia, no estado de Vargas.

A resolução dos Estados Unidos "diz que a OEA reconhece Cuba, ou abre as portas sempre e quando Cuba fizer mudanças democráticas.

Faça mudanças democráticas, dizem eles. Em Cuba nós sabemos o tipo de democracia que existe", afirmou o líder.

Por isso, ligou para o ministro das Relações Exteriores, Nicolás Maduro, e pediu a ele que defenda a "dignidade de Cuba" durante a Assembleia Geral da organização, realizado na localidade hondurenha de San Pedro Sula.

Enquanto percorria as obras, Chávez acrescentou que, na OEA, da mesma forma que na Venezuela, se desenvolve um "grande debate que tem o mesmo fundo político e ético".

"É a luta entre o capitalismo", que "destrói o mundo", e o "socialismo", ao qual sempre aponta como único caminho à paz, à justiça e à igualdade.

Nesse contexto, comentou rapidamente o pedido de concordata da americana General Motors (GM) e a decisão do Governo do presidente Barack Obama de que o Estado compre a empresa.

"Obama acaba de nacionalizar nada mais e nada menos que a General Motors. Camarada Obama... Fidel, cuidado e vamos à direita", brincou o líder esquerdista. EFE gf/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG