Caracas, 8 nov (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse hoje que talvez terminará tirando os tanques no estado de Carabobo se a oposição a sua gestão vencer ali o governo regional nas eleições do próximo dia 23 de novembro.

"Se permitirem que a oligarquia (...) retorne ao Governo (de Carabobo), talvez vou acabar tirando os tanques da Brigada Blindada para defender o Governo revolucionário e para defender o povo", disse o presidente em um comício noturno nesse Estado do noroeste do país.

Carabobo é governado atualmente pelo general Carlos Acosta, que há quatro anos ganhou esse cargo como seguidor de Chávez, mas este nos últimos meses o tachou de "traidor" ao haver negado apoio ao candidato governista a substituí-lo, Mario Silva, um ex-animador da emissora "VTV" da rede estatal de televisão.

Esta é a segunda vez que Chávez ameaça em um comício eleitoral em usar as Forças Armadas se nas eleições de dentro de 15 dias um candidato contrário a sua gestão vencer. EFE ar/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.