Chávez pede que EUA enviem vacinas ao Haiti, e não tropas

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano Hugo Chávez afirmou neste domingo que os esforços dos Estados Unidos no Haiti não são suficientes e disse ao presidente Barack Obama que envie vacinas em vez de soldados armados ao país caribenho. Chávez acusou os EUA de usarem o terremoto no Haiti como um pretexto para uma ocupação imperial na devastada nação.

Reuters |

"Obama, envie vacinas garoto, envie vacinas", disse Chávez. "Cada soldado que você envia deve levar um kit médico em vez de granadas e metralhadoras."

Um contingente de 13 mil soldados norte-americanos está ajudando nos esforços depois de um terremoto de magnitude 7 em 12 de janeiro ter matado até 200 mil pessoas e deixado até 3 milhões de feridos ou desabrigados sem assistência médica, alimentos ou água.

Chávez levantou dúvidas sobre a eficácia de um hospital norte-americano em barco enviado como parte do esforço, afirmando que os médicos dos EUA não são capazes de encontrar pacientes e precisaram pedir referência a médicos cubanos e venezuelanos.

"Por que? Porque eles não abrem caminho nos escombros, eles não vão aos bairros pobres, onde estão os corpos", afirmou.

As redes de TV venezuelanas têm feito a cobertura sobre o caso haitiano quase que exclusivamente sobre a presença norte-americana no país.

(Reportagem de Brian Ellsworth)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG