Chávez pede que Brasil aprove entrada plena da Venezuela no Mercosul

San Pedro de Ycuamandiyú (Paraguai), 16 ago (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, insistiu hoje na necessidade de que os congressos de Brasil e Paraguai aprovem a adesão plena venezuelana no Mercado Comum do Sul (Mercosul).

EFE |

A aprovação do Protocolo de Adesão da Venezuela, que foi assinado em julho de 2006, está pendente nos Parlamentos tanto do Brasil quanto do Paraguai, depois de ter passado e sido aprovado pelos congressos de Argentina e Uruguai.

"Estamos à espera que o Congresso paraguaio aprove em breve a entrada da Venezuela no Mercosul, como também está pendente de aprovação no Congresso do Brasil", afirmou Chávez em um ato público realizado na cidade, 318 quilômetros ao norte de Assunção.

Chávez acompanhou o novo presidente do Paraguai, Fernando Lugo, para assinar um ata de intenção de vários convênios de cooperação, um dia após participar da posse do ex-bispo junto a vários governantes da região.

"Enquanto isso não nos vamos desistir por isso; de fato já estamos no Mercosul, mas falta essa passagem jurídica internacional, que é fundamental", apontou o líder venezuelano.

"A meu ver, o mais prejudicado de todo o Mercosul com a não entrada da Venezuela (...) é precisamente o Paraguai", acrescentou Chávez.

Segundo ele, a intenção venezuelana "é aumentar o comércio com o Paraguai, eliminando tarifas e medidas de restrição". EFE jas/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG