Chávez pede orações pelo Haiti após terremoto

Caracas, 13 jan (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, pediu hoje orações pelo Haiti depois do terremoto espantoso que atingiu o país caribenho nesta terça-feira.

EFE |

"Ocorreu uma grande tragédia no Haiti que nos dói muito", afirmou Chávez no palácio presidencial de Miraflores.

"Convoco o povo venezuelano a fazer uma campanha de solidariedade pelo povo irmão do Haiti", acrescentou.

Um avião da Força Aérea Bolivariana da Venezuela partiu na manhã desta quarta-feira rumo a Porto Príncipe, a capital do Haiti, com 50 médicos e especialistas em resgates e 14 toneladas de remédios, alimentos, água e ferramentas para socorrer as vítimas.

"Com o favor de Deus, nosso primeiro avião já deve ter aterrissado em Porto Príncipe", informou Chávez.

"Apesar de tudo, viva o Haiti. Estamos aqui para estender a mão", concluiu o presidente venezuelano.

O poderoso terremoto aconteceu às 19h53 (Brasília) de terça-feira e teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, a capital do Haiti. O primeiro-ministro do país, Jean Max Bellerive, cifrou hoje em "centenas de milhares" o número de mortos.

O Exército brasileiro confirmou que pelo menos 11 militares do país que participam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto.

A brasileira Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica, também morreu no tremor. EFE afs/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG