Chávez pede a familiares que enfrentam denúncias de corrupção

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, pediu na quinta-feira aos seus familiares que respondam as acusações de corrupção e enriquecimento, ainda que tenha dito que não assumirá a defesa de nenhum deles. Os meios de comunicação destacaram nos últimos dias a acusações de um parlamentar sobre aquisições de propriedades de familiares do presidente, especialmente do irmão Argenis.

Reuters |

'Os meus irmãos que estão sendo acusados de comprar não sei quantas fazendas, que saiam para se defender. Que saiam a assumir, que dêem a cara. Eu não vou assumir a defesa automática, não vou fazer isso, com ninguém', afirmou Chávez em entrevista com a televisão estatal.

Argenis Chávez, secretário do Estado de Barinas e que é administrado pelo pai do governante, é acusado de comprar terrenos, centros comerciais e meios de comunicação. O funcionário rechaçou as alegações.

Chávez disse em várias ocasiões que o seu governo deve aprofundar a luta contra a corrupção e que deve condenar qualquer funcionário que se aproprie de recursos públicos.

(Por Fabián Andrés Cambero)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG