Chávez ordena campanha por nova reeleição

Caracas, 1 dez (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, ordenou hoje seus seguidores do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) a começar nova campanha para conseguir uma emenda constitucional que lhe permita se candidatar nas eleições presidenciais de dezembro de 2012.

EFE |

"Hoje começa a batalha pela emenda constitucional", disse Chávez diante de seus seguidores na cidade de Maracay, na região central do país, durante a posse do novo governador do estado Aragua, Rafael Isea, do PSUV.

Assim, Chávez quebrou a promessa de que respeitaria o resultado do referendo de dezembro do ano passado, quando sua proposta de reforma constitucional, que incluía a possibilidade de uma nova reeleição, foi rejeitada pela maioria da população.

Chávez já foi reeleito no período permitido pela atual constituição por isso, caso não se aprova uma reforma do texto, ele precisará deixar o cargo quando terminar seu atual mandato, em janeiro de 2013.

O governante foi eleito pela primeira vez em dezembro de 1998 e pela segunda em dezembro de 2006, sem contar sua vitória de 2000, após ser aprovada a nova constituição que requeria a confirmação dos cargos então em vigor.

Chávez disse a seus seguidores que a campanha "popular" a favor da reforma deve começar "já", para "ganhar de maneira contundente".

Caso se recolham as assinaturas necessárias para elaborar a proposta, esta deverá ser apresentada à Assembléia Nacional, atualmente com arrasadora maioria do PSUV, e, passado esse trâmite, submetida a referendo.

A partir de 2010, a pretensão de Chávez pode se tornar mais difícil, pois, caso se repita a proporção da votação registrada nas eleições regionais de nove dias atrás, a oposição tornará mais apertada esta diferença. EFE rr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG