Chávez não irá à cúpula na Colômbia por razões de segurança

CARTAGENA, Colômbia (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, recusou-se a participar de uma cúpula regional antidrogas na Colômbia por motivos de segurança, informou na sexta-feira o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, que não deu mais detalhes. Chávez tinha confirmado na quinta-feira à noite sua presença na cúpula, da qual participarão os presidentes da Colômbia, do México, El Salvador, Guatemala, Panamá e República Dominicama, além de delegados de 15 outras nações.

Reuters |

'Razões de segurança fizeram Hugo Chávez desistir de participar diretamente', disse Maduro a jornalistas, ao chegar ao porto de Cartagena.

Chávez se reuniu em junho com o presidente Alvaro Uribe na Venezuela, com o fim de normalizar as relações entre os dois países. Os dois entraram em crise depois que o presidente colombiano dispensou Chávez como mediador para a libertação de reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

(Reportagem de Nelson Bocanegra)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG