Caracas, 15 jan (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou nesta sexta-feira a fusão dos ministérios de Economia e de Planejamento, que será assumido por Jorge Giordani, e a designação como ministro da Energia Elétrica de Alí Rodríguez.

"Esta fusão vai permitir mais coerência", acrescentou Chávez, sem dar mais detalhes.

"Alí Rodríguez (até agora ministro da Economia) foi designado como novo ministro da Energia Elétrica e lhe desejo todo o sucesso.

Apenas o chamei me disse: 'Sou um soldado, e onde a revolução precisar de mim, ali estarei'", disse Chávez.

A Venezuela, quinto maior produtor mundial de petróleo, enfrenta uma severa crise energética que o Governo explica pela seca que afeta o país caribenho, cuja produção de energia é de 70% de origem hidrelétrica.

Hugo Chávez anunciou também um aumento de 25% do salário mínimo, aplicável em dois períodos, o primeiro de 10% no dia 1º de março, e um segundo de 15% em 1º de setembro próximo.

Chávez fez o anúncio cinco dias depois da entrada em vigor de um novo esquema cambial com duas taxas controladas, de 2,6 e 4,3 bolívares por dólar, que significou uma desvalorização de 20,9% e 100% em relação à taxa única anterior de 2,15 bolívares.

O salário mínimo mensal vigente na Venezuela é de 967 bolívares (US$ 371,90/US$ 224,80). EFE afs/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.