CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, expressou na quinta-feira sua alegria pelo resgate de 15 reféns que estavam nas mãos das Farc e celebrou a operação realizada pela Colômbia sem derramamento de sangue. As Forças Militares da Colômbia resgataram na quarta-feira, através de uma operação de inteligência, os sequestrados, incluindo a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, três norte-americanos e 11 soldados e policiais colombianos.

'Estamos muito felizes e alegres pela libertação dessas pessoas', disse o presidente em um evento transmitido em cadeia de rádio e TV.

Existem tensões entre Venezuela e Colômbia, já que Chávez lidera seu país como um revolucionário aliado de Cuba, e Alvaro Uribe recebe bilhões de dólares em ajuda militar dos Estados Unidos.

Bogotá se irritou com Chávez após ele dar sinais de simpatia às Farc, embora tenha pedido também no mês passado que os guerrilheiros libertassem todos os reféns em seu poder.

(Por Patricia Rondón Espín)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.