Chávez exige que Bush respeite A.Latina e confirma expulsão de embaixador

Caracas, 11 set (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, exigiu hoje que seu colega dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, respeite a "soberania dos povos latino-americanos", e ratificou sua decisão de expulsar o embaixador americano em Caracas, Patrick Duddy.

"Em nome de milhões (...) de latino-americanos, estamos levantando nossas bandeiras novamente, e exijo que o presidente dos EUA respeite a soberania de nossos povos, de nossos Governos; Só pedimos respeito, não pedimos mais nada", afirmou.

O chefe de Estado da Venezuela, que discursou a milhares de compatriotas reunidos em uma manifestação em frente ao palácio de Governo em Caracas, atribuiu ao Governo Bush a retomada de planos para derrubá-lo e matá-lo.

Chávez assegurou que os planos de Washington também operam contra o Governo de seu colega e aliado da Bolívia, Evo Morales.

"Em resposta à agressão imperialista contra a Venezuela, contra a Bolívia, e contra os povos de nossa América (...), ratifico aqui (a decisão) de expulsar da Venezuela o embaixador do império", disse o governante, que confirmou ainda o imediato retorno do embaixador da Venezuela nos Estados Unidos, Bernardo Álvarez.

"Não teremos embaixador em Washington nem aceitaremos um embaixador (americano) aqui enquanto a Casa Branca não tiver um governante que reconheça e respeite nossos povos, a dignidade da Venezuela e a dignidade da América Latina", assinalou.

O discurso do governante foi transmitido em cadeia nacional de rádio e televisão. EFE ar/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG