Chávez e Cristina Kirchner suspendem viagem à Bolívia

Os presidentes de Venezuela, Hugo Chávez, e da Argentina, Cristina Kirchner, suspenderam nesta terça-feira a viagem que fariam ao departamento boliviano de Tarija, onde deviam se reunir com o presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou o dirigente venezuelano durante entrevista à imprensa em Buenos Aires.

Redação com agências internacionais |

"Resolvemos suspender a viagem a Tarija porque houve agressões contra jornalistas e protestos contra as delegações de Argentina e Venezuela - um fascismo que faz lembrar as piores épocas", justificou Chávez, afirmando ter tomado a decisão depois de conversar por telefone com Evo Morales.


Centenas de pessoas protestam desde domingo na Bolívia / AP

Chávez acusou os Estados Unidos de promoverem ações desestabilizadoras na Bolívia antes do referendo de domingo. "Acusamos diretamente o império dos Estados Unidos, que faz todo o possível para evitar nossa união", denunciou o dirigente venezuelano, atribuindo as supostas ações desestabilizadoras "ao desespero imperial de Mister Danger", como costuma chamar o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.

O governo boliviano atribui a objetivos políticos as manifestações que assolam o país, desde greves de fome até protestos de ativistas cívicos e mobilização de mineiros, que bloquearam uma estrada e entraram em conflito com a polícia. No conflito, duas pessoas morreram .

Referendo criticado

No referendo de 10 de agosto, estarão em jogo os cargos de Morales, do vice-presidente Alvaro García e dos governadores de oito de nove Departamentos.

Na prática, o referendo será um plebiscito no qual os eleitores vão decidir se querem ou não a continuidade do presidente e de oito dos nove governadores do país, inclusive cinco da oposição.

De acordo com as regras, o político que receber índice de rejeição superior aos votos que teve quando foi eleito, em dezembro de 2005, deverá deixar o cargo antes da conclusão do mandato, em 2010.

(*Com informações das agências AFP e EFE)

Leia mais sobre: Bolívia

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG