Os presidentes Hugo Chávez (Venezuela) e Rafael Correa (Equador) fugiram do protocolo e interpretaram, juntos, a canção venezuelana Alma llanera, não resistindo aos primeiros acordes de uma orquestra sinfônica durante a celebração, nesta quinta-feira, do bicentenário do grito de independência da Espanha, comemorado em La Paz.

O canto improvisado foi ouvido num hotel do centro da capital, durante almoço oferecido pelo presidente boliviano Evo Morales a seus colegas latino-americanos presentes e a chanceleres.

"Yo nací en esta ribera del Arauca vibrador/soy hermano de la espuma/de las garzas, de las rosas...", cantou Chávez, aos primeiros sons desse clássico venezolano.

Pouco depois, o presidente Correa tomou do microfone fazendo dueto com Chávez.

jac/rb/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.