Chávez diz que viagem de Hillary é para agredir Venezuela

Caracas, 4 mar (EFE).- O presidente Hugo Chávez disse hoje que a viagem da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, pela América Latina tem com objetivo agredir a Venezuela.

EFE |

"A senhora Clinton, assim como Condoleezza Rice (sua antecessora), mas agora branca, veio para agredir a Venezuela", afirmou.

Segundo Chávez, "é o império ianque que está por trás movimentando suas fichas na Espanha".

A referência de Chávez é ao juiz espanhol Eloy Velasco, que diz ter indícios da "cooperação" do Governo venezuelano com uma aliança entre a organização terrorista ETA e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para realizar atentados em território colombiano.

As críticas do presidente da Venezuela a Hillary chegam um dia depois de seu chanceler, Nicolás Maduro, afirmar que a viagem da diplomata americana busca "intrigar" e "tentar dividir" os países do continente.

Hillary afirmou ontem em Brasília que o Governo Hugo Chávez "mina pouco a pouco as liberdades" e que dessa maneira "prejudica seus vizinhos" e "os próprios venezuelanos".

Para Chávez, a secretária de Estado faltou ao respeito também com o Brasil, que divide fronteira com a Venezuela, da mesma forma que a Colômbia. EFE ar/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG