CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse na terça-feira que o país deve votar no final de fevereiro sobre a proposta de emenda constitucional para acabar com os limites à reeleição presidencial. No final de fevereiro, eu acredito que estaremos prontos para o referendo sobre a emenda constitucional, disse Chávez em um discurso televisionado.

No ano passado, Chávez foi derrotado em uma proposta similar de emenda, e terá de deixar a Presidência em 2013 se perder novamente na próxima votação.

O presidente pode propor um referendo à autoridade eleitoral se conseguir recolher 2,5 milhões de assinaturas apoiando a votação ou através de um requerimento com aval de 30 por cento do Congresso, que é atualmente dominado por aliados de Chávez.

Na terça-feira, Chávez disse que ainda não sabia qual mecanismo iria usar.

O tribunal eleitoral teria de convocar o referendo 30 dias após receber a proposta.

Chávez lançou sua campanha de referendo esta semana, após líderes da oposição terem vencido aliados do presidente em importantes Estados e na prefeitura da capital Caracas nas eleições regionais do último mês.

(Reportagem de Ana Isabel Martinez e Brian Ellsworth)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.