Caracas, 18 out (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou hoje que um barril de petróleo a um preço de US$ 80 a US$ 90 é mais que suficiente para o avanço do projeto socialista que dirige em seu país desde 1999.

"Com o petróleo estabilizado entre US$ 80 e US$ 90 é mais que suficiente para o projeto" socialista venezuelano, declarou Chávez aos jornalistas durante a inspeção da construção de um sistema ferroviário no centro-norte do país.

O petróleo venezuelano diminuiu esta semana US$ 13,78 e fechou com um preço médio de US$ 68, marcado pela preocupação internacional de uma "desaceleração da demanda petrolífera mundial ante as perspectivas de uma recessão global", diz o Ministério de Energia e Petróleo da Venezuela (MEP).

No orçamento nacional de 2009, que deve ser aprovado pelo Parlamento, o preço de barril de petróleo foi calculado em US$ 60, muito acima dos US$ 35 previstos para 2008 e menor que o preço médio de US$ 100,19 que registrou neste ano a cesta de petróleos venezuelana.

Chávez afirmou também que a Venezuela "está (preparada) para suportar qualquer preço do petróleo", pois seu Governo conseguiu capitalizar inúmeros recursos em reservas internacionais e fundos binacionais.

"Apenas em reservas internacionais temos US$ 40 bilhões, e em fundos binacionais com China e Rússia temos outros US$ 40 bilhões", acrescentou o presidente da Venezuela. EFE gf/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.