Chávez diz que militares dos EUA em Honduras apoiaram golpe

Caracas, 11 ago (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou hoje que militares americanos destacados na base de Palmerola, em Honduras, supostamente apoiaram o golpe de Estado que derrubou Manuel Zelaya da Presidência hondurenha em 28 de junho.

EFE |

"Quando detiveram Zelaya, o levaram para um avião. Sabe qual foi o primeiro lugar onde esse avião aterrissou? Palmerola, a base ianque, e os militares gringos deram a ordem para que o levassem à Costa Rica", assegurou Chávez a jornalistas.

Chávez deu tais declarações no aeroporto internacional de Caracas, onde se despedia de sua colega da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, que fez uma visita de trabalho à Venezuela na qual houve a assinatura de acordos de US$ 1,1 bilhão.

O Governo de Chávez apoia Zelaya em sua tentativa, até agora fracassada, de retornar a Honduras, e já deixou claro que não reconhece as atuais autoridades desse país e nem as que forem eleitas no pleito de novembro. EFE gf/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG