Chávez diz que médico lhe recomendou parar de falar por infecção

CARACAS - Uma infecção na garganta levou o médico do presidente venezuelano, Hugo Chávez, a recomendar que ele não fale. Chávez disse neste domingo que está relutante em seguir a recomendação, em meio a sua luta política no País sul-americano.

Reuters |

Acostumado a fazer longos discursos, abordando temas variados, o líder esquerdista retomou seu programa dominical de rádio e televisão - que costuma durar horas -, ainda que tenha afirmado que está um pouco doente.

"Ando um pouco afetado pelo uso intensivo, contínuo e permanente do canhão que tenho aqui (na garganta) e o médico me disse para parar de falar", explicou, provocando risos nos assistentes.

Além disso, Chávez comentou que mesmo tendo febre durante a manhã, decidiu realizar a transmissão em que inaugurou um sistema de tratamento de água para o centro do País.

"Eu disse (ao médico): olha, faça você o que pode, mas como vou seguir esse tratamento, três dias sem falar, aguentei um, nem um. Além disso, sabemos que temos uma batalha intensa", acrescentou, referindo-se à recente campanha por uma emenda constitucional.

Leia mais sobre: Hugo Chávez

    Leia tudo sobre: chávezhugo chávez

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG