Chávez diz que EUA precisam de nova Constituição

LISBOA (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse neste sábado que o sistema capitalista é a causa da crise financeira nos Estados Unidos e que o país deveria adotar uma nova Constituição. Falando com jornalistas em Lisboa, na última escala de uma viagem que incluiu visitas à China e à Rússia, Chávez afirmou: Acho que os EUA deveriam iniciar um processo constituinte para criar uma Assembléia Constituinte, um modelo novo e verdadeiramente democrático.

Reuters |

"Foi o capitalismo que causou a ruína" nos Estados Unidos, disse Chávez, um dos críticos mais ferrenhos de Washington, descrevendo o arrocho financeiro atual como "a pior crise financeira da história."

"Que o império norte-americano termine e que uma grande nação e uma grande república se ergam de suas ruínas. É hora de gritar 'liberdade!' outra vez nos EUA", disse Chávez, chamando por um novo governo livre da "ditadura da elite", como os grandes bancos e corporações.

Críticos acusam Chávez de comandar um regime autoritário, em estilo cubano, na Venezuela, país rico em petróleo.

Chávez, que esta semana fechou vários acordos na China e na Rússia, abrangendo desde armas até energia, também fechou um contrato com o governo socialista português neste sábado para comprar 1 milhão de laptops de baixo preço para escolas e 50 mil casas pré-fabricadas, em negócios no valor de 3 bilhões de dólares.

Também foi assinado um contrato provisório entre a Energias de Portugal e a estatal petrolífera venezuelana PDVSA para o desenvolvimento de um projeto de gás natural liquefeito da reserva Blanquilla Este, no norte da Venezuela.

Os computadores, que o governo começou a distribuir em escolas primárias portuguesas esta semana ao preço subsidiado de 50 euros cada (73,15 dólares), serão entregues à Venezuela a partir de dezembro.

Os laptops custam 285 euros em lojas em Portugal. Eles são baseados no Classmate PC da Intel, um computador barato que vem sendo adotado em vários formatos em países como Brasil e Indonésia.

(Reportagem de Shrikesh Laxmidas)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG