Chávez diz que cortará sinal de meios que anteciparem resultados eleitorais

Caracas, 14 nov (EFE).- Os meios de imprensa audiovisuais que divulgarem resultados das eleições do dia 23 de novembro antes de o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) divulgar o primeiro Diário Oficial serão tirados do ar, advertiu hoje o presidente venezuelano, Hugo Chávez.

EFE |

"Emissora de rádio ou de televisão que viole as normas eleitorais do dia 23 de novembro e anunciar resultados antes que o CNE o faça será tirada do ar, e isso será motivo para suspender sua concessão, para que nunca mais transmita nada. Não tenham a menor dúvida que vou fazer isso", disse Chávez.

A advertência foi feita pela governante venezuelano durante um ato eleitoral no estado de Anzoátegui, na região nordeste do país.

As normas eleitorais venezuelanas proíbem os meios de imprensa de divulgarem pesquisas de boca de urna ou projeções de resultados baseados em pesquisas, enquanto o CNE não tenha emitido o primeiro Diário Oficial com números.

Uma vez que o CNE deu os primeiros resultados, os meios de imprensa já podem divulgar os números que tenham em suas mãos.

Esta norma foi geralmente respeitada, salvo algum caso não representativo, em eleições e consultas precedentes. EFE rr/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG