Tamanho do texto

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou que faz falta na região sul-americana um Brasil cada dia mais poderoso, uma verdadeira potência integradora da América do Sul, libertadora de nossos povos, durante um ato em Riberalta, no qual os dois países concederam créditos ao governo da Bolívia.

"Hoje o Brasil caminha, hoje o Brasil com o peito erguido levanta-se como potência mundial", disse Chávez dirigindo-se a seu colega brasileiro Luís Inacio Lula da Silva, presente à solenidade organizada pelo boliviano Evo Morales.

O presidente Chávez fez também alusão ao grupo de países industrializados, G8 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Reino Unido e Rússia) dizendo "quando você vai a essa reunião, Lula, nós nos sentimos representados, porque sabemos que nos representa com dignidade".

Chávez e Lula estiveram no remoto povoado da Amazônia boliviana para entregar 530 milhões de dólares de crédito a Bolúivia para obras viárias.

rb/cd/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.