Chávez diz que Alba não reconhece acordo de Copenhague

Caracas, 19 dez (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, reafirmou hoje em Caracas que os países da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) não reconhecem o acordo adotado na Cúpula da ONU sobre Mudança Climática, elaborado de última hora em Copenhague por um grupo de países.

EFE |

Segundo Chávez, o chamado "Acordo de Copenhague" surgiu "do nada" e foi redigido em uma reunião "pouco transparente", na qual só participaram alguns países.

O líder venezuelano contrastou a "pouca transparência" da cúpula sobre mudança climática com a "total transparência e abertura" que, segundo ele, caracterizou a 14ª reunião geral da Alba, realizada no fim de semana passado em Havana.

Chávez, que junto ao presidente da Bolívia, Evo Morales, representou a Alba em Copenhague, já tinha dito ontem na capital dinamarquesa que a Venezuela não assinaria o documento final da reunião.

A cúpula sobre a mudança climática de Copenhague foi fechada hoje com um acordo pequeno, que teve a oposição aberta e crítica de vários países, como Venezuela, Nicarágua, Cuba e Bolívia.

O texto foi fechado na última jornada da cúpula pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em reunião com vários chefes de Estado e finalmente com China, Índia e África do Sul, sob mediação do Brasil.

Embora todos os grupos regionais tenham estado representados na reunião, alguns países se sentiram excluídos porque o acordo foi anunciado antes mesmo que pudessem ver o documento. EFE gf/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG