Chávez diz a Zapatero que se quiser explicações peça a Moratinos

Caracas, 3 mar (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse hoje que se o chefe do Executivo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, quer explicações sobre a suposta relação ETA-Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) denunciada pela Justiça espanhola, as peça a seu chanceler, Miguel Ángel Moratinos.

EFE |

"Estimado amigo José Luis Rodríguez Zapatero, não tenho nada a explicar ao senhor", declarou o líder venezuelano, em um ato oficial transmitido em cadeia nacional obrigatória de rádio e televisão.

Chávez afirmou que antes que Zapatero dissesse que pedia explicações ao Governo da Venezuela sobre este assunto, ele já tinha falado com Moratinos, quem esclareceu que a acusação do juiz Eloy Velasco fazia parte de procedimento judicial e, como tal, independente do Governo.

"Peça a Moratinos para te explicar sobre o que falamos", disse Chávez em referência a uma conversa que manteve com o ministro espanhol a partir de Montevidéu, onde o presidente venezuelano se encontrava para assistir à posse do novo presidente do Uruguai, José Mujica.

Chávez relatou que quando estava em Montevidéu, o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, recebeu uma ligação de Moratinos para falar sobre o procedimento aberto pelo juiz Velasco, e como este estava perto de Chavez passou o telefone para que falasse diretamente com o chanceler espanhol. EFE rr/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG