o centro de gravidade do mundo está em Pequim - Mundo - iG" /

Chávez diz a Hu Jintao que o centro de gravidade do mundo está em Pequim

O presidente venezuelano Hugo Chávez afirmou nesta quarta-feira, em uma reunião com o colega chinês Hu Jintao, que o centro de gravidade do mundo se deslocou para a Pequim.

AFP |

"Ninguém pode duvidar que o centro de gravidade do mundo se deslocou para Pequim. Durante a crise financeira, as ações que a China tomou foram muito positivas para o mundo. Não temos dúvida de que a China é o maior motor que existe para conduzir o mundo na crise do capitalismo", afirmou Chávez.

O presidente chinês, por sua vez, classificou o presidente latino de "um bom e velho amigo".

"Eles nos visitou seis vezes, mostrando a grande importância que concede aos nossos laços, e também ao benefício econômico de nossa relação", disse Hu.

Chávez iniciou na terça-feira sua sexta visita à China, onde esteve pela última vez há apenas sete meses, com o objetivo de fortalecer a aliança estratégia entre o primeiro produtor de petróleo da América do Sul e o gigante asiático.

"Há um parto histórico que está fazendo nascer um mundo novo, um novo equilíbrio, uma nova ordem mundial, o mundo pluripolar com o que tanto sonhamos há muito tempo", afirmou Chávez à imprensa ao chegar ao aeroporto de Pequim procedente de Tóquio.

"Veio abaixo o poder do império dos Estados Unidos, Mao Tsé Tung acabou tendo razão. Em contrate com o tigre de papel do império, se levantam os novos polos do poder mundial, Pequim, Tóquio e Teerã", afirmou.

A respeito de sua visita, afirmou que a mesma se destina a objetivos concretos em três áreas: fornecer à China um milhão de barris de petróleo diários para 2013, a instalação de refinarias venezuelanas em território chinês e a criação de uma empresa petroleira binacional.

frb/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG