Chávez denuncia violação por duas vezes de seu espaço aéreo pelos EUA

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, denunciou a violação de seu espaço aéreo na sexta-feira por um avião militar americano, acusando diretamente os Estados Unidos e a Holanda pelo episódio.

AFP |

Semana passada, a presidência venezuelana já havia assinalado a presença de aviões militares dos Estados Unidos em seu território, depois de decolarem das Antilhas holandesas.

"Um avião de guerra P3 esteve incursionando no espaço aéreo venezuelano (...) Ordenei a decolagem de dois F16 para interceptá-lo com a mensagem expressa de não se deixar cair em provocações", contou o presidente.

Segundo Chávez, o avião americano, um P3 Orion de patrulha marítima, saiu de Curaçau, nas Antilhas holandesas.

"Não estamos inventando nada quando dizemos que o governo da Holanda deve assumir suas responsabilidades", insistiu o presidente venezuelano, recordando que seu país possui uma refinaria nas Antilhas que "dá trabalho a numerosas pessoas" e que é preciso "inspecionar".

Chávez explicou que na sexta-feira, o avião americano permaneceu por quase meia hora no espaço aéreo venezuelano.

"Sabemos de onde saem, e onde chegam. Estamos vendo, sabemos até o nome do piloto e do copiloto, e o número da carteira de identidade. Nossa inteligência melhorou muito", concluiu.

bl/jt/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG