Chávez denuncia aviões espiões saídos da Colômbia na Venezuela

CARACAS - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, denunciou neste domingo que aviões não-tripulados dos Estados Unidos, procedentes da Colômbia, entraram em território de seu país para fazer espionagem e ordenou que sejam derrubados.

EFE |

"É um pequeno avião, de 2 ou 3 metros, controlado por controle remoto. Mas eles filmam tudo e até atiram bombas. Essa é a tecnologia ianque. Ontem à noite ordenei: se um aviãozinho desses aparecer, derrubem-no!", disse Chávez no seu programa de rádio e televisão tradicional dos domingos, "Alô Presidente".

"Há poucos dias, à meia-noite, um avião desses sem tripulantes penetrou até o Forte Mara (fronteira ocidental), os soldados o viram, chamaram o oficial de guarda, mas o avião desapareceu depois", continuou Chávez.

O presidente venezuelano voltou a denunciar que os EUA estão "utilizando a Colômbia" e "movimentando aviões em Aruba e Curazao" para "preparar uma agressão" contra sua "revolução". "As agressões contra a Venezuela estão aumentado e os preparativos são evidentes", afirmou.

Chávez fez ainda uma chamada ao Governo da Colômbia para que "não se deixe utilizar" pelos EUA. "Nós não temos nenhum plano contra a Colômbia", apesar de o governo desse país "se declarar inimigo da Venezuela" e de "quase todos os dias se declararem" contra a chamada revolução bolivariana, disse o presidente.

    Leia tudo sobre: chávezcolômbiahugo chávezvenezuela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG