Chávez defende uma relação forte entre Venezuela e Japão

O presidente venezuelano Hugo Chávez defendeu nesta segunda-feira uma relação forte entre seu país e o Japão centrada na cooperação energética.

AFP |

Chávez se reuniu com o primeiro-ministro Taro Aso na residência oficial do chefe de Estado. Durante o encontro de 45 minutos, o presidente venezuelano manifestou seu desejo de construir uma relação forte com o Japão, principalmente na área do desenvolvimento petrolífero e de gás natural, segundo comunicado do ministério japonês das Relações Exteriores.

"Os dois líderes concordaram em reforçar sua cooperação no setor da energia. Também concordaram e formar uma equipe de trabalho para estudar a participação do Japão no desenvolvimento petrolífero do Orinoco", acrescenta o texto.

A Venezuela, o maior produtor de petróleo da América do Sul, instalou em 2007 na Faixa do Orinoco (sudeste) um sistema de empresas mistas entre a estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) e outras firmas estrangeiras, que prevê uma produção de três milhões de barris diários até 2020.

Chávez chegou no domingo ao Japão para visita oficial até terça-feira.

Esta é a segunda visita de Chávez ao Japão, depois da primeira em 1999, logo após assumir o poder.

Chávez tem reuniões marcadas com empresários e líderes japoneses nesta segunda-feira.

O Japão é a terceira e penúltima etapa do giro internacional de Chávez, depois do Irã e do Qatar, e antes da China.

roc/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG