Chávez critica soluções propostas no G20

Caracas, 2 abr (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse hoje que as soluções à crise econômica colocadas na Cúpula do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes), realizada em Londres, não passam de uma saudação à bandeira, ou seja, uma formalidade inútil.

EFE |

Chávez fez referência à reunião por telefone ao canal estatal "Venezolana de Televisión", no Irã, onde se encontra em visita oficial.

"Falam de uma regulação mais estrita do mercado financeiro, mas isso é uma saudação à bandeira porque é impossível regular o monstro financeiro do sistema capitalista", afirmou.

O presidente comentou que os resultados da cúpula "foram piores do que o esperado" e chamou de "loucura" decisões como a de injetar US$ 500 bilhões em organismos como o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial (BM).

"Dar dinheiro a FMI e BM é como jogar carne para abutre, porque são eles os vilões que afundaram o mundo", disse Chávez.

Segundo Chávez, na Cúpula do G20 foram apresentadas iniciativas "interessantíssimas" que não receberam apoio como, por exemplo, a de criar "uma moeda alternativa ao dólar".

Chávez está no Irã como parte de uma viagem que já o levou a Catar e que continuará por Japão e China. EFE rr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG