banqueiros - Mundo - iG" /

Chávez critica os milhões de dólares direcionados para os banqueiros

Caracas, 15 out (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, reiterou hoje suas críticas ao capitalismo ao assinalar que o mundo desenvolvido tirou da manga US$ 700 bilhões para financiar a oligarquia, enquanto se negou a dar US$ 30 bilhões para atenuar a crise de fome no mundo.

EFE |

Chávez também ressaltou, com ironia, que o chamam de "demônio" por nacionalizar setores "estratégicos" do país, o que não ocorreu no caso de seu colega americano George W. Bush, que "está comprando bancos" no marco das medidas para enfrentar a crise financeira.

"Bush está nacionalizando bancos. Sobre mim, me criticam e dizem que sou o demônio porque nacionalizamos empresas que são estratégicas: a telefônica, a de cimentos, um banco", declarou Chávez durante seu discurso no VIII Encontro de Intelectuais e Artistas em Defesa da Humanidade.

"O camarada George anunciou hoje que vai adquirir ações dos bancos (...) agora está à minha esquerda", disse, entre risos, o presidente no encontro internacional, transmitido em cadeia nacional obrigatória de rádio e televisão. EFE gf/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG