construir socialismo no país - Mundo - iG" /

Chávez critica ausência de comunas para construir socialismo no país

Caracas, 11 jun (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, criticou hoje a ausência de comunas no país, cuja criação promove desde 2007, e ordenou a seus ministros acelerar a formação dessa figura fundamental para a construção do socialismo.

EFE |

"Chegou o momento do salto à comuna, da organização superior", defendeu Chávez, durante a primeira transmissão do novo "Alô Presidente teórico", o qual decidiu exibir para "fortalecer o estudo da teoria revolucionária" que seu Governo promove.

A oposição denuncia que Chávez viola a Constituição ao insistir na imposição da figura da comuna, a qual o líder tentou legalizar através de uma reforma de 63 artigos constitucionais que foi rejeitada em um referendo em dezembro de 2007.

O presidente centrou este primeiro "Alô Presidente teórico" no tema da comuna, e começou criticando os funcionários governamentais por promoverem pouco a ideia.

"Faço um apelo a todos os ministérios para que trabalhemos de forma coordenada" na promoção e criação das "comunas", que insistiu, "deve ser o espaço sobre o qual vamos parir o socialismo", disse Chávez.

Para ele, as comunas são uma parte fundamental de seu projeto para "transferir poder ao povo", que inclui "a transformação do espaço" geográfico, "do modelo socialista no econômico" com a aparição da "propriedade social, da produção destinada a satisfazer as necessidades humanas e não para criar mercadorias".

Ao longo deste primeiro programa, Chávez leu textos de autores chineses e russos que explicam conceitos dessa figura, com base nos quais o governante reiterou que só o socialismo garante a igualdade e a justiça para as maiorias. EFE gf/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG