Chávez critica apelo de Hillary Clinton pela libertação de presos em Cuba

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, criticou as declarações da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que pediu nesta quinta-feira uma abertura em Cuba e a libertação dos presos políticos.

AFP |

"Hillary Clinton disse que para levantar o embargo a Cuba é necessária a democratização do país, isto é, a libertação dos presos políticos. Vão continuar repetindo a mesma história? Se é assim, o que podemos esperar?", comentou Chávez num discurso em Cumaná (275 km a leste de Caracas).

Chávez também criticou o presidente Barack Obama, ao considerar limitadas as medidas dirigidas a Cuba, de levantar restrições a viagens e a envios de remessas em dinheiro.

"Essas medidas não passam de um strike", disse Chávez, em alusão às faltas cometidas no jogo de beisebol. "É preciso exigir que Obama cumpra com as resoluções das Nações Unidas", insistiu.

Chávez é anfitrião de uma reunião da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba), que deve estabelecer uma posição comum a favor de Cuba na cúpula deste final de semana em Trinidad e Tobago.

jt-nn/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG