Chávez crê que governo da Bolívia sai fortalecido de referendo

CARACAS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse no domingo que o governo boliviano sairá fortalecido do referendo pela autonomia da região mais rica da Bolívia. Santa Cruz, com 900 mil habitantes, realizou uma consulta, no domingo, considerada ilegal pelo governo do presidente Evo Morales, cujos simpatizantes tentavam boicotar.

Reuters |

'O povo da Bolívia está resistindo e estamos certos de que o povo boliviano resistirá a esta agressão e acreditamos que será fortalecido o povo boliviano, o governo do companheiro Evo Morales e a transformação da Bolívia', afirmou Chávez durante seu programa semanal de rádio e televisão.

Chávez acusou o 'imperialismo' norte-americano e a 'oligarquia' desse país de apoiar o referendo, que daria ao distrito competências restritas ao governo central em educação, segurança, justiça e economia.

O presidente venezuelano disse ainda que a oposição de seu país tem intenções de incentivar um plano separatista similar, depois das eleições regionais deste ano, nas quais Chávez busca manter a maioria que possui atualmente.

'Aspiram ganhar um conjunto de governos. É o mesmo plano, para depois no ano que vem propor um caminho rumo ao quê? A um conflito interno de grandes proporções', afirmou.

(Por Fabián Andrés Cambero)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG