O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, confirmou na noite de quarta-feira a renúncia do ministro da Saúde, Carlos Rotondaro, e anunciou que ele será substituído por Luis Reyes, atual titular da Secretaria da Presidência.

"Designei Luis Reyes como novo ministro da Saúde", declarou Chávez, durante o discurso transmitido em cadeia nacional obrigatória de rádio e televisão.

O líder informou que Rotondaro renunciou ao cargo "por razões de saúde", e qualificou como "loucura" as versões da imprensa local, que tinha afirmado que a decisão tinha sido tomada por sua suposta rejeição à participação de cubanos em posições estratégicas do Ministério da Saúde e dos hospitais.

Chávez destacou o "grande trabalho" que Rotondaro desenvolveu durante os nove meses em que esteve à frente da pasta, e anunciou que o funcionário retomará a Presidência do Instituto Venezuelano dos Seguros Sociais (IVSS), cargo que ocupava antes de assumir o Ministério.

Reyes acompanhou Chávez durante o fracassado golpe militar que liderou em fevereiro de 1992 contra o então presidente venezuelano Carlos Andrés Pérez, e antes de ser ministro foi governador do Estado ocidental de Lara.

A renúncia de Rotondaro é a quarta de um ministro venezuelano no último mês, depois que Ramón Carrizález, vice-presidente Executivo e titular da Defesa, e sua esposa Yuribí Ortega, ministra de Ambiente, deixaram seus cargos por razões "pessoais", e o titular de Bancos Públicos, Eugenio Vázquez Orellana também pediu para ser afastado.

Leia mais sobre Venezuela

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.