Caracas, 20 jun (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, condenou hoje o fato de a Promotoria da região boliviana de Santa Cruz ter libertado dois supostos envolvidos em uma aparente tentativa de magnicídio contra seu colega da Bolívia, Evo Morales.

"A Promotoria de Santa Cruz atua como se (essa região) já fosse uma república (...); o que está acontecendo na Bolívia é algo muito grave" e faz parte de "toda uma estratégia do império dos Estados Unidos em várias partes, não só na Bolívia e Venezuela", disse.

O presidente disse que "está em andamento um processo para dividir a Bolívia em vários pedaços". EFE ar/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.