Chávez condena atentados terroristas em Moscou

Caracas, 29 mar (EFE).- O Governo da Venezuela condenou energicamente os atentados terroristas ocorridos hoje em Moscou, os quais qualificou de atos de barbárie, e expressou sua solidariedade com as autoridades russas.

EFE |

"O Governo da República Bolivariana da Venezuela, após conhecer a gravidade dos acontecimentos na Federação da Rússia, condena energicamente os atentados terroristas" cometidos em duas estações do metrô de Moscou, indica um comunicado da Chancelaria venezuelana.

A nota assinala que o presidente Hugo Chávez "manifesta seu mais profundo pesar pela perda de dezenas de vidas inocentes e dirige sua mensagem de condolências aos familiares das vítimas, estendendo-a a todos os afetados por tão repudiável ato de barbárie".

O Governo venezuelano "expressa sua dor, ratifica sua solidariedade com as autoridades da Federação da Rússia e transfere suas palavras de coragem ao povo irmão russo", ressalta a nota de condenação pelos atentados que deixaram pelo menos 38 mortos.

Além disso, destaca a convicção de que o povo russo "derrotará o flagelo do terrorismo e continuará percorrendo em paz e em harmonia seu caminho independente rumo à prosperidade e ao desenvolvimento".

EFE eb/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG