Chávez: com Lugo eleito, Bush não poderá mais demonizar esquerda

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, celebrou nesta terça-feira a vitória de Fernando Lugo nas eleições paraguaias afirmando que com um bispo no poder, o império americano não poderá mais chamar os líderes latino-americanos de esquerda de diabos.

AFP |

"Nos faltava um padre presidente. Temos Fidel, um guerrilheiro, eu, um soldado de quartel; Correa, economista graduado em Harvard; Lula, um torneiro; Cristina, uma mulher nacionalista, patriota; um médico, Tabaré; um índio, Evo; mas nos faltava um padre. Agora já não somos tão diabos, temos um padre", disse Chávez.

Chávez se referia ao líder cubano Fidel Castro, e aos presidentes de Equador, Rafael Correa; Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva; Bolívia, Evo Morales; Argentina, Cristina Kirchner; e Uruguai, Tabaré Vázquez.

"Já não somos apenas Fidel e eu, crescemos, o presidente Lugo é mais um, se soma a este batalhão que temos de presidentes" de esquerda, destacou Chávez.

"É mais um passo, chega uma nova época (...), a América Latina e o Caribe, de forma geral, e a América do Sul, de forma particular, estamos transformando no epicentro das grandes mudanças do mundo".

Leia mais sobre: Paraguai

    Leia tudo sobre: paraguai

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG