Chávez coloca ex-chanceler no Ministério das Finanças

Caracas, 17 jun (EFE).- O ex-chanceler venezuelano Alí Rodríguez assumiu hoje o Ministério das Finanças, com o compromisso de dar continuidade aos esforços para manter a economia crescendo, para o que pediu a ativa participação do setor privado.

EFE |

Rodríguez, de 70 anos, ex-guerrilheiro e ex-embaixador venezuelano em Cuba, assumiu a pasta de Finanças com o desafio de levar adiante o pacote de medidas anunciado na semana passada pelo presidente Hugo Chávez para dar um novo impulso à economia.

O ex-chanceler recebeu o Ministério das Finanças das mãos de Rafael Isea, que assumiu o cargo em janeiro e sai para participar, como candidato governista, das eleições regionais de novembro.

Em um ato oficial, Rodríguez ressaltou o "êxito" da gestão de Isea e da política econômica do Executivo, ao destacar que o Produto Interno Bruto (PIB) venezuelano cresceu por 18 trimestres consecutivos.

Além disso, lembrou que, há uma semana, o chefe de Estado "traçou novas metas" econômicas, entre elas "uma muito importante, como é o chamado ao setor privado para que se coloque ombro a ombro para dar um novo impulso à economia".

Em 11 de junho, Chávez anunciou a criação de um fundo de US$ 1 bilhão para planos produtivos, o aumento dos subsídios agrícolas e a eliminação de impostos dentro de um pacote de medidas para reaquecer a economia da Venezuela, quinto exportador mundial de petróleo. EFE gf/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG