Chávez chama adversário das eleições na Venezuela de 'porco'

Em encontro com Sean Penn, presidente diz que seu rival, Henrique Capriles, não tem chance de vitória na eleição de 7 de outubro

iG São Paulo |

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, intensificou os insultos contra o recém-eleito candidato único da oposição, Henrique Capriles , chamando-o de "porco" e medíocre, e dizendo que ele não tem chance alguma de vitória na eleição de 7 de outubro.

Leia também: Corte da Venezuela bane destruição de lista de eleitores da oposição

AP
Presidente da Venezuela Hugo Chávez conversa com o ator Sean Penn que visitou o palácio presidencial em Caracas, Venezuela (16/2)

Capriles, de 39 anos, indicado candidato em uma eleição primária no domingo, diz que pretende evitar confrontos com Chávez, que desde quarta-feira o caracteriza com adjetivos como "burguês", "oligarca" e "antipátria".

Entrevista ao iG: Henrique Capriles se inspira em Lula contra Chávez

"Minha missão (será) tirar a máscara, medíocre, porque por mais que disfarce, medíocre, tem rabo de porco, tem orelhas de porco, ronca como um porco: é um porco", disse Chávez sobre seu adversário em um ato oficial transmitido em rede nacional de rádio e TV, e no qual estava presente o ator norte-americano Sean Penn.

"O senhor que vá governar o território de Tarzan e da macaca Chita, porque aqui não", acrescentou Chávez.

Também na quarta-feira, Chávez, um socialista de 57 anos, se descreveu como um "estadista que não atira pedras", mas assegurou que seu adversário mente ao se qualificar como progressista, já que representa a "rançosa oligarquia venezuelana".

"Quanto mais se empenhar em se disfarçar, mais vai se ver comigo. Todos os dias deste mundo, medíocre, não vai poder me evitar, não vai poder evitar o confronto com Chávez, que é o confronto com os patriotas, com a pátria", acrescentou o presidente, referindo-se ao discurso de unidade e não confrontação apresentado pelo agora candidato da oposição.

Na quarta-feira, Chávez, em sua primeira reação, acusou Capriles - eleito no domingo candidato da oposição em inéditas primárias nas quais obteve mais de 60% dos votos - de encarnar a burguesia e de tentar imitá-lo sem sucesso.

"Ele é progressista, quase socialista, mas não se atreve a ir até lá. Um dia destes vai sair dizendo que é bolivariano também, é o que falta, diga a verdade (...) você é um burguês, defende a burguesia", reiterou na quinta-feira Chávez, defensor do que denomina o "socialismo bolivariano" e crítico feroz das classes ricas.

Capriles tem dito que só pretende brigar com a pobreza, a corrupção e a criminalidade. Chávez, no poder desde 1999, tentará ser eleito em outubro para um terceiro mandato.

Com Reuters e AFP

    Leia tudo sobre: eleição na venezuelavenezuelacaprileschávezsean penn

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG