Chávez assina polêmica lei de educação neste sábado

Caracas, 14 ago (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou hoje que neste sábado assinará a nova lei de educação, que dividiu os setores educativo e político do país.

EFE |

A lei foi rejeitada pelas forças sociais agrupadas junto à oposição, enquanto recebeu o apoio dos setores que se identificam com o projeto revolucionário de Chávez.

"É uma tremenda lei e, se a burguesia chia, é porque é boa", explicou o presidente, em um ato no palácio de Miraflores, sede do Governo, com estudantes da Universidade de Carabobo.

Chávez falou também dos 12 jornalistas atacados e feridos ontem por supostos simpatizantes do Governo quando distribuíam panfletos contra a nova lei.

"O que aconteceu ontem foi muito lamentável. Estamos investigando e já há vários agressores identificados. Bom, é preciso buscá-los", afirmou o presidente.

Chávez disse que os agressores devem ter se sentido tentados pelos jornalistas que protestavam e alertou que seus seguidores não podem cair em provocações. EFE rr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG