O presidente da Venezuela Hugo Chávez assinou um decreto para nacionalizar a siderúrgica Ternium-Sidor, a maior indústria do ramo na região andina. No mês passado o governo venezuelano tinha anunciado que assumiria o controle da siderúrgica.

Segundo o governo, a decisão pela nacionalização da Ternium-Sidor foi tomada por causa do impasse nas negociações entre a empresa e seus trabalhadores em torno de um novo contrato coletivo de trabalho.

A siderúrgica, privatizada em 1997 - dois anos antes da chegada de Chávez à presidência - é parte do consórcio argentino Techint que possui 60% das ações da empresa. O Estado possui 20% das ações e os outros 20% são controlados por trabalhadores e ex-trabalhadores da indústria.

Leia mais sobre: Sidor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.