Chávez ameaça expulsar embaixador dos EUA no país

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, ameaçou expulsar o embaixador dos Estados Unidos devido a um conflito relacionado ao tráfico de drogas que pode enfraquecer ainda mais as relações entre o país sul-americano e seu maior comprador de petróleo. Chávez, que entra em choque com os Estados Unidos em quase todas as questões, desde os preços do petróleo até a democracia, já fez ameaças semelhantes antes, mas não cumpriu nenhuma delas.

Reuters |

Desta vez, ele respondeu as críticas dos Estados Unidos, que disseram que a Venezuela deve se esforçar mais para impedir a entrada no país de cocaína vinda da Colômbia, vizinho que é o maior exportador mundial da droga.

Chávez encerrou o trabalho conjunto antidrogas com os Estados Unidos em 2005 e se recusa a renovar o acordo de cooperação.

'Não vamos aceitar interferência em nossos assuntos internos', disse Chávez em seu programa de TV semanal, no domingo. 'Se você violar as normas internacionais, entao você terá de deixar este país... Você pode ter de pegar suas malas e sair da Venezuela, então meça suas palavras com mais cuidado, sua excelência, o embaixador.'

Apesar da Venezuela cooperar com outros países no esforço antidrogas, o país vem se tornando cada vez mais uma importante rota dos traficantes de drogas.

Na semana passada, o czar antidrogas na Casa Branca, John Walters, reclamou que a quantidade de cocaína que passa pela Venezuela aumentou quase cinco vezes nos últimos quatro anos.

Chávez chamou-o de 'tolo'.

(Por Deisy Buitrago)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG