Chávez acusa Obama de ingerência no referendo da Venezuela

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou que o presidente eleito dos EUA, Barack Obama, já se meteu na campanha eleitoral do país, iniciada neste sábado, para o referendo de 15 de fevereiro sobre a reeleição ilimitada de todos os cargos de eleição popular.

AFP |

"Vocês não vêem que Obama já se meteu na campanha. O chefe do império se meteu na campanha", denunciou Chávez, em um ato a favor do "sim" à emenda pela reeleição presidencial ilimitada.

Chávez disse que, na sexta-feira, um grupo de líderes da oposição venezuelana foi a Nova York e a Miami para "meter todo o dinheiro do mundo, e eles vão fazer toda a guerra suja que puderem" contra a emenda constitucional.

Ele insistiu em que Obama "segue um formato do Pentágono. Porque, se o presidente dos Estados Unidos não obedecer ao mandato do império, matam Obama, como fizeram com (John F.) Kennedy, com Martin Luther King, ou com Abrahan Lincoln".

Apesar de esperar que "Barack Obama se corrija a tempo, ele já se meteu na disputa interna e está apoiando assessores internos" da oposição, completou Chávez.

bl/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG