Chávez acena com retomada de importações da Colômbia

PLAYA DEL CARMEN, México (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse na terça-feira que está disposto a considerar a compra de mais produtos da Colômbia, após meses de um virtual bloqueio comercial ao país vizinho. Se (o presidente colombiano Álvaro) Uribe precisa vender mais bens produzidos na Colômbia à Venezuela, (...) estamos dispostos a avaliar isso, disse Chávez na cúpula do Grupo do Rio no balneário mexicano de Playa del Carmen.

Reuters |

Mas ele acrescentou: "Com todo o respeito, não é que vocês possam apontar uma arma para mim e dizer: 'Você, compre isso de mim, se não vou lhe acusar de impor um embargo'".

A Venezuela rompeu relações com a Colômbia em julho, dizendo-se ameaçada por um acordo militar entre Bogotá e Washington. Antes disso, os venezuelanos importavam anualmente em torno de 7 bilhões de dólares em alimentos, veículos e outros produtos da Colômbia.

O antiamericano Chávez determinou a suspensão das importações como parte das suas medidas de protesto, e desde então o governo venezuelano vem promovendo como alternativas as importações do Brasil e da Argentina.

Uribe acusou Chávez de promover um embargo comercial semelhante àquele que os EUA mantêm contra Cuba, cujo regime comunista é aliado de Caracas. Os dois presidentes tiveram uma acalorada discussão na segunda-feira no plenário da cúpula.

(Reportagem de Mica Rosenberg)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG