Charlotte Church receberá US$ 951 mil como indenização por grampos

Acordo prevê que empresa de Murdoch pague cerca de R$ 1,6 milhão para cantora britânica por escândalo do News of the World

iG São Paulo |

A cantora britânica Charlotte Church, 26 anos, receberá US$ 951 mil (cerca de R$ 1,6 milhão) como indenização por ter sido uma das vítimas do escândalo de escutas ilegais do extinto tabloide News of the World.

O valor foi acordado nesta segunda-feira com a News Group Newspapers (NGN), uma subsidiária da News International, braço britânico da News Corp . A empresa do magnata australiano Rupert Murdoch publicava o News of The World, que saiu de circulação no ano passado.

No domingo, Murdoch lançou um novo tabloide dominical, o The Sun on Sunday, que vendeu mais de 3 milhões de exemplares.

Leia também:  Investigação diz que 'The Sun' pagava policiais por informações

AP
A cantora britânica Charlotte Church concede entrevista em frente a tribunal de Londres

A NGN admitiu que o News of the World publicou 33 reportagens sobre Charlotte nas quais informações tinham sido obtidas por meio de grampos nos telefones dela e da família. Os pais da cantora também serão beneficiados pela indenização.

Charlotte, que lançou seu primeiro álbum em 1998, quando tinha 11 anos, tornou-se uma sensação da música clássica britânica. Durante a adolescência, quando migrou para o pop, o interesse dos tabloides por sua vida privada cresceu e notícias sobre sua vida amorosa e as festas das quais participava eram frequentemente estampadas nas capas dos jornais.

Leia também: Entenda o escândalo de grampos do tabloide News of the World

Ela disse não acreditar que a empresa de Murdoch realmente lamente o caso. “Eles não estão realmente arrependidos. Só lamentam terem sido descobertos”, afirmou a cantora, em comunicado.

Em entrevista à AP, Charlotte disse que se distanciou de várias amigas de infância por acreditar que elas contavam segredos seus para a imprensa. Ela também afirmou que sua carreira foi prejudicada pelas reportagens do News of the World.

“Agora entendo o poder que eles têm. As pessoas realmente acreditam no que está escrito, e muitas das coisas que eles escreveram não eram verdade”, afirmou. “Eu virei um personagem de desenho, de novela.”

Acordos similares ao da cantora foram firmados entre a NGN e personalidades como o ator Jude Law , o jogador de futebol Ashley Cole e o ex-vice-premiê britânico John Prescott.

O caso das escutas, que levou à detenção de dezenas de funcionários do News of the World, motivou a abertura de investigações sobre crimes e sobre a ética da imprensa britânica.

Outra investigação busca determinar se o News of the World monitorou computadores. Segundo a imprensa britânica, a polícia encontrou indícios de que detetives particulares a serviço de jornais britânicos invadiram a conta de email do ex-primeiro-ministro Gordon Brown.

Com AP

    Leia tudo sobre: news of the worldcharlotte churchgramposreino unidomurdoch

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG