Charlie Sheen é preso nos EUA em suposto caso de violência doméstica

O ator americano Charlie Sheen passou boa parte do dia de Natal na cadeia, acusado de violência doméstica. O astro de Platoon, Wall Street - Poder e Cobiça e Comando Imbatível foi preso na manhã de sexta-feira, quando a polícia foi investigar uma ligação para os serviços de emergência que alertava para uma briga doméstica em uma casa na estação de esqui de Aspen, no Estado americano de Colorado.

BBC Brasil |

AP
Sheen teria brigado com a mulher
Uma ambulância foi ao local, mas ninguém foi levado para o hospital.

Segundo a polícia, o ator, acusado de agressão, foi libertado após pagar uma fiança de US$ 8,5 mil.

Sheen é casado com a corretora de imóveis Brooke Mueller desde 2008. Ela deu à luz um par de gêmeos em março passado.

Esta não foi a primeira vez em que o ator foi preso. Ele foi detido em 1996, acusado de agredir uma namorada em sua casa. Em 1998, foi hospitalizado ao sofrer uma overdose e internou-se em uma clínica para a recuperação de viciados em drogas. Pouco depois foi preso por dirigir embriagado e dopado, e teve que se tratar novamente na clínica.

Charlie Sheen é filho do ator Martin Sheen e irmão do diretor de cinema Emilio Estevez.

Charlie Sheen vinha atuando no seriado Two and a Half Men - muito popular nos Estados Unidos e que fez dele o ator mais bem pago da TV americana em 2008. Ele recebia um salário de US$ 825 mil por episódio. No Brasil, o seriado é exibido no Warner Channel.

    Leia tudo sobre: charlie sheen

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG