Charlie Sheen detido e liberado no Natal por acusação de violência doméstica

O ator Charlie Sheen foi detido na sexta-feira, em pleno Natal, na estação de esqui de Aspen (Colorado, noroeste dos Estados Unidos) sob a suspeita de violência doméstica contra a esposa.

AFP |

Sheen, 44 anos e que tem como nome verdadeiro Carlos Irwin Estevez, foi levado para prisão do condado de Pitkin no Colorado para ser fichado e preso, depois da denteção pelo departamento de polícia de Aspen.

Na noite de sexta-feira, o astro da popular série de comédia "Two and a Half Men" foi liberado após o comparecimento ante o juiz e o pagamento de uma fiança de 8.500 dólares.

Sheen foi convocado para uma audiência na Corte do condado de Pitkin em 8 de fevereiro.

Apesar do comunicado da polícia não identificar a suposta vítima, a imprensa de Hollywood informou que o caso aparentemente foi uma briga de Sheen com sua terceira esposa, Brooke Mueller, com quem teve gêmeos em março passado.

O site TMZ.com afirma que Brooke fez a ligação para a polícia denunciando a agressão.

"Não se deixem confundir pelas aparências. Aparências e realidade pode ser tão diferentes como a noite e a manhã. Todos serão beneficiados se não tirarem nenhuma conclusão no momento", afirmou o agente do ator, Stan Rosenfield, à revista People.

O ator ficou preso até ser levado a um juiz, como estabelece a legislação do Colorado para este tipo de crime, como medida de proteção entre o detento e a vítima de violência doméstica.

Sheen tem cinco filhos de três relacionamentos. Além dos gêmeos com Brooke, uma ex-agente imobiliária, tem duas filhas com a atriz Denise Richards, de quem se divorciou em 2006 após quatro anos de casamento, e uma filha de 23 anos de uma relação anterior.

Filho do ator Martin Sheen ("Apocalypse Now"), Charlie Sheen obteve os primeiros papéis importantes em "Platoon" e "Wall Street", filmes do diretor Oliver Stone na década de 80.

pb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG