O diplomata Charles Freeman, um crítico declarado de Israel, decidiu rejeitar a indicação para ocupar o cargo de chefe de Inteligência dos Estados Unidos, revelou nesta terça-feira o diretor de Inteligência Dennis Blair.

Freeman, indicado pelo presidente Barack Obama, aguardava o processo de ratificação de seu nome pelo Congresso americano.

ok/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.