PARIS (Reuters) - As chances de encontrar sobreviventes do voo Rio-Paris, que desapareceu sobre o oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo, são pequenas, declarou nesta segunda-feira o presidente francês, Nicolas Sarkozy. O presidente informou ainda que a França pediu ajuda aos Estados Unidos para tentar localizar o avião.

"As chances de encontrar sobreviventes neste momento são ínfimas", disse o presidente depois de visitar o comitê de crise instalado no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.

"É uma catástrofe jamais vista pela companhia Air France", afirmou.

O voo AF 447, operado por um Airbus A 330-200, deixou o Rio às 19h de domingo e tinha previsão de chegar à capital francesa às 6h15 (de Brasília), segundo a empresa.

(Por Jean-Baptiste Vey)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.