Chanceleres russo e alemão discutem crise na Geórgia

Moscou, 30 ago (EFE) - Os ministros de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, e da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, discutiram hoje por telefone a questão da crise no Cáucaso e pediram o fim das especulações em torno de ameaças inexistentes.

EFE |

"Ambas as partes concordaram quanto à necessidade de pôr fim às tentativas de utilizar a situação criada em torno da Geórgia depois de 8 de agosto para aumentar as tensões na Europa mediante as especulações de ameaças inexistentes no espaço pós-soviético", segundo um comunicado do ministério russo.

Durante a conversa telefônica, realizada por iniciativa de Steinmeier, ambos os ministros discutiram a cooperação entre a Rússia e a União Européia (UE) sobre os conflitos georgiano-osseta e georgiano-abkházio levando em consideração os seis pontos estipulados no último dia 12 pelos presidentes da Rússia e França.

"Contemplaram, além disso, a possibilidade da participação de representantes da União Européia na observação do cumprimento do acordo de não retomar as ações militares e provocações nas zonas de segurança na Ossétia do Sul e na Abkházia", acrescenta o texto.

Medvedev expôs hoje ao primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, os motivos que levaram a Rússia a reconhecer a independência das regiões separatistas georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia, assim como há três dias manteve uma conversa telefônica com a chanceler alemã, Angela Merkel, sobre o mesmo assunto. EFE egw/bm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG