Chanceleres espanhol e boliviano debatem lei de imigração da UE

Madri, 15 jul (EFE) - O ministro de Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos, se reuniu hoje com seu colega boliviano, David Choquehuanca, a quem explicou a lei de imigração da União Européia (UE) e reiterou a necessidade do país de garantir a segurança dos investimentos estrangeiros.

EFE |

O encontro de hoje entre os dois responsáveis de Exteriores é o segundo que acontece em Madri, conforme informou o departamento dirigido por Moratinos, e serviu para analisar as relações bilaterais e questões de interesse comum.

É o caso da norma européia de retorno, uma lei que o ministro espanhol explicou a seu colega boliviano, a quem transferiu uma mensagem de tranqüilidade sobre sua aplicação.

Moratinos também transmitiu a seu colega boliviano a intenção do Governo espanhol de realizar as remodelações legislativas necessárias para que os imigrantes residentes na Espanha possam votar nas eleições municipais sobre a base do princípio de reciprocidade.

Segundo o Governo espanhol, Choquehuanca expressou sua satisfação pela medida, pois resultará em uma maior integração dos bolivianos na sociedade espanhola.

Outro tema da reunião foi a situação das empresas espanholas na Bolívia "com grandes investimentos no país e com vocação de permanência", segundo um comunicado divulgado pelo Ministério de Exteriores espanhol.

Moratinos reiterou a Choquehuanca a necessidade de estabelecer um sistema normativo que garanta a segurança jurídica dos investimentos estrangeiros "a fim de incentivar a presença de empresas e investimentos", acrescenta a nota.

Além disso, Moratinos se interessou pelo momento político que vive Bolívia após a realização de vários referendos nas regiões de Santa Cruz, Beni, Pando e Tarija.

Ele também encorajou o colega boliviano a restabelecer o diálogo entre o Governo e a oposição, e transmitiu o apoio da Espanha para empreender as reformas necessárias no processo de modernização e desenvolvimento social, econômico e político vivido pelo país.

Choquehuanca explicou a seu interlocutor a posição boliviana na negociação do Acordo de Associação entre a UE e a Comunidade Andina (CAN). EFE bb/rb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG